Perceções de estudantes seniores sobre os desafios de ler o mundo em contexto universitário

Marisa Maia Machado, Rosa Madeira

Resumo


O presente artigo propõe a reflexão sobre a procura de educação formal, em idade adulta avançada, por sujeitos de uma geração que experimentou, direta ou indiretamente, melhorias significativas ao nível da expectativa e qualidade de vida. Esta reflexão será construída a partir de dados recolhidos por entrevista, no âmbito de um estudo exploratório sobre as vivências de cinco estudantes, com idades com-preendidas entre os 67 e os 83 anos, que optaram pela frequência de cursos convencionais de uma universidade pública portuguesa.
A diversidade das condições e disposições que justificou o investimento destes estu-dantes no percurso académico revela a importância de dimensões ainda pouco valorizadas na reflexão do ensino superior. A convivência intergeracional surge co-mo condição fundamental para a reconstrução sócio identitária e de novas formas de solidariedade intergeracional, por quem procura realizar projetos educativos significativos, na fase da reforma, através da busca de entendimento e inserção no mundo contemporâneo.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Licença Creative Commons
A Revista Investigar em Educação da SPCE está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2183-1793